Sobre a Mitologia Grega

A mitologia grega é algo que ouvimos até os dias de hoje, sendo citada nos mais diversos contextos. Essa mitologia se envolveu no nosso cotidiano de uma forma tão natural que nem percebemos que ela é algo que já existe a milhares de anos. Um dos fatos que nos surpreende sobre a mitologia grega é o fato que mesmo com a passagem do tempo, com várias guerras que passaram, com países e populações que se modificaram, com várias culturas que apareceram e desapareceram, enfim, com as várias mudanças que aconteceram na humanidade, a mitologia grega, ainda causa fascínio, desperta interesses e ainda é algo que se é falado.

"The Fall of Phaeton", 1604/1605, Sir Peter Paul Rubens

“The Fall of Phaeton”, Sir Peter Paul Rubens, 1604/1605

Descobrir o que há de tão especial e diferencial na mitologia grega e o que a faz perdurar por tanto tempo não é nosso objetivo aqui (isso nos exigiria um enorme esforço e trabalho, além de não estarmos aptos e não possuímos todo o conhecimento necessário para realização de tal tarefa). Nosso objetivo é aprendermos um pouco mais sobre esse assunto para que assim possamos nos aproximar do imaginário grego da época de 421 a.C, apreciando, compreendendo e valorizando as respectivas culturas das cidades-estados a qual cada um irá representar.

"Ulysses and the Sirens", Herbert James Draper,1864-1920

“Ulysses and the Sirens”, Herbert James Draper, 1864-1920

Para uma primeira análise da mitologia grega se faz importante ressaltar que: “Dá-se o nome de mitologia grega ao conjunto de narrativas maravilhosas e das lendas de todo o gênero que os textos e os monumentos figurados demonstram e se propagaram nas regiões de língua e influência gregas…” (Alberto Manuel Vara Branco). Porém a mitologia grega vai para além disso, sendo que a própria mitologia em si só é um englobamento de ideias, que reflete e dão explicação a situações como por exemplo justificar títulos de nobreza às cidades ou às famílias, explicar ritos e crenças (como as muralhas de troia e a coroa de louro) e dar a explicação sobre fenômenos que não se podiam entender (as estações do ano, o movimento do sol e da lua, o surgimento da humanidade e etc….). Também é curioso comparar a questão religiosa da mitologia grega com as religiões atuais, os deuses eram muito próximos e presente na vida dos seres humanos (se comparado com o “distanciamento” referente a deus nas religiões atuais), o fato curioso de que os deuses forma criados pelo universo e não o contrário, o fato dos deuses não serem oniscientes e aprenderem com suas experiências assim como os seres humanos.

"Olympus: The Fall of the Giants", Francisco Bayeu y Subías, 1764

“Olympus: The Fall of the Giants”, Francisco Bayeu y Subías, 1764

Desta forma, deixo aqui para leitura esse interessante texto que faz um resumo sobre a vasta história da mitologia grega.

Link: http://www.companhiadasletras.com.br/trechos/11157.pdf

Livro: POUZADOUX, Claude. Contos e lendas da mitologia grega. Ilustração Frédérick Mansot. Tradução Eduardo Brandão. 3 reimp. São Paulo: Ed. Companhia das Letras, [2001].

 

Guilherme Borges

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s